China admite a baixa eficácia de suas vacinas e estuda misturar vacinas para aumentar a eficaz

Reportagem do independent. O responsável l oficial pelo controle de doenças da China, Gao Fu admitiu a baixa eficácia é baixa das vacinas chinesas. Para tentar resolver o problema, o governo está considerando misturá-las.

A declaração foi dada em uma conferência no sábado na cidade de Chengdu. A China já distribuiu centenas de milhões de doses em outros países. Inclusive o Brasil, praticamente só tem a vacina chinesa do Butantan.

----

A taxa de eficácia da coronavac é de 50,4%. Enquanto a Pfizer tem 97% eficaz. A China ainda não aprovou nenhuma vacina estrangeira, e Gao não deu detalhes sobre possíveis mudanças na estratégia. Gao já questionou a segurança das vacinas mRNA, mas parece que mudou de opinião.

“Todos devem considerar os benefícios que as vacinas de mRNA podem trazer para a humanidade”, disse Gao. “Temos que seguir com atenção e não ignorar só porque já temos vários tipos de vacinas. Ou seja a China está pensando em copiar as vacinas da Pfizer e Moderna.

Especialistas dizem que a mistura de vacinas, ou imunização sequencial, pode aumentar as taxas de eficácia. Estudos em todo o mundo estão analisando a mistura de vacinas ou a aplicação de uma dose de reforço após um período de tempo mais longo. Pesquisadores na Grã-Bretanha estão estudando uma possível combinação das vacinas Pfizer e AstraZeneca.

Ou seja, os problemas só aumentam. E a maldição do vírus não parece ter fim. O Butantan deveria começar a produzir essa nova vacina “brasileira” imediatamente.

Comente