'

Cientistas de Stanford estão criando uma vacina de nanopartículas contra covid-19

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Stanford (EUA) está desenvolvendo uma vacina de nanopartículas contra COVID-19 que até o momento não parece ter nenhum dos efeitos colaterais ou problemas de distribuição que afetam as outras vacinas usadas ​​atualmente. .

O Cientista, Peter S. Kim disse que eles já estavam trabalhando em vacinas para Ebola, HIV e influenza quando a pandemia do coronavírus começou, e eles rapidamente canalizaram todos os seus esforços para combater a nova doença.

“Nosso objetivo é fazer uma vacina de injeção única que não exija uma cadeia de frio para armazenamento ou transporte. Se tivermos sucesso, também deve ser barata”, disse Kim. “A população-alvo da nossa vacina são os países pobres”.

----

Os primeiros resultados dos testes em ratos indicam que a inoculação com nanopartículas pode conceder imunidade após uma única dose.

Pode ser produzido mais rápido e com menor custo
As vacinas de nanopartículas são frequentemente tão eficazes quanto as outras baseadas em vírus, embora apresentem menos desvantagens.

Por exemplo, as vacinas de nanopartículas podem ser produzidas mais rapidamente, a um custo mais baixo e não requerem a extensa cadeia de abastecimento de armazenamento refrigerado. Além disso, elas têm menos probabilidade de causar efeitos colaterais.

Comente