Diferença entre cânfora e mentol

A principal diferença entre a cânfora e o mentol é que a cânfora proporciona uma sensação de calor, enquanto o mentol proporciona uma sensação de resfriamento.

A cânfora e o mentol são substâncias orgânicas que podem aliviar dores leves. A cânfora alivia a dor ao ser absorvida pela epiderme da pele, estimulando as terminações nervosas que são sensíveis ao calor e ao frio, que podem produzir uma sensação de calor quando aplicada na pele.

O mentol, por outro lado, pode provocar uma sensação de resfriamento ao estimular os receptores sensíveis ao frio na pele.

O que é cânfora?


A cânfora é uma substância sólida cerosa com um aroma forte. Esta substância sólida também é inflamável e transparente. A cânfora é uma substância terpenoide com a fórmula química C10H16O.

Podemos encontrar esta substância de ocorrência natural na madeira do louro canforado (Cinnamomum camphora), uma grande árvore perene que podemos encontrar no Leste Asiático. No entanto, podemos produzir essa substância sinteticamente a partir do óleo de terebintina.

Conforme mostrado na imagem acima, existem dois enantiômeros possíveis da cânfora. Entre eles, o da esquerda é a forma natural de cânfora que podemos chamar de (+) – cânfora.

A cânfora ocorre como cristais translúcidos brancos. Ao considerar o odor dessa substância, ela tem uma fragrância penetrante.

Durante séculos, a cânfora foi produzida pelas pessoas como um produto florestal através da condensação do vapor liberado pela torrefação de lascas de madeira cortadas das árvores relevantes e, posteriormente, pela passagem do vapor pela madeira pulverizada e condensação do vapor.

No entanto, podemos produzir cânfora a partir do alfa-pineno (essa substância é abundante nos óleos das árvores coníferas). Além disso, podemos produzi-lo a partir da destilação da terebintina, que é produzida como subproduto do processo de polpação química.

Existem muitos usos diferentes para a cânfora devido à sua capacidade de sublimação. Na produção de plástico como plastificante, como dissuasor de pragas e conservante, como ingrediente de perfume, etc.

Além destes, existem alguns usos culinários da cânfora (como usá-la como ingrediente em doces), usos medicinais (como medicamento tópico como creme para a pele ou pomada para aliviar a coceira causada por picadas de insetos), em cerimônias religiosas hindus, etc.

O que é mentol?


O mentol é um composto orgânico com a capacidade de desencadear quimicamente os receptores sensíveis ao frio na pele. Esta substância é formada sinteticamente ou obtida a partir dos óleos de milho, hortelã-pimenta ou outras balas.

O mentol é uma substância cerosa e cristalina com uma aparência branca ou límpida e é sólido à temperatura ambiente que pode derreter a temperaturas ligeiramente acima da temperatura ambiente.

Naturalmente, o mentol existe em um estereoisômero puro. Mas existem oito estereoisômeros possíveis de mentol, conforme mostrado abaixo. Dentre eles, a forma (+) – mentol é a mais estável.

O mentol tem a capacidade de estimular os receptores sensíveis ao frio em nossa pele, provocando a sensação de resfriamento.

Essa provocação ocorre quando o mentol é inalado, comido ou aplicado na pele. Além disso, considera-se que esta substância tem propriedades analgésicas.

Existem várias aplicações importantes do mentol, incluindo a fabricação de alguns produtos não sujeitos a receita médica para alívio de dor, como um antipruriginoso para reduzir a coceira, como um analgésico tópico, como um potenciador penetrante para a administração de drogas, em produtos pós-barba, e etc.

Resumo – Cânfora vs Mentol:


A cânfora alivia a dor ao ser absorvida pela epiderme da pele, estimulando as terminações nervosas que são sensíveis ao calor e ao frio, que podem produzir uma sensação de calor quando aplicada na pele. O mentol, por outro lado, pode provocar uma sensação de resfriamento ao estimular os receptores sensíveis ao frio na pele.

Comente

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.