Diferença entre respiração e combustão

A principal diferença entre respiração e combustão é que a respiração é a oxidação da glicose para liberar energia ou produzir ATP, enquanto a combustão é a queima de alguma coisa, fornecendo calor externo para obter energia.

Os organismos vivos precisam de energia para desempenhar as funções celulares. Alguns processos ocorrem sem o uso de energia, mas a maioria dos processos celulares utiliza energia.

A respiração celular é o processo que produz energia celular, principalmente na forma de ATP. A glicose é a principal fonte de energia nesse processo. Durante a respiração, as moléculas de ATP são geradas como resultado da oxidação das moléculas de glicose na presença de oxigênio.

A combustão também é um processo que produz energia, mas na forma de calor. Requer o fornecimento de calor externo.

O que é respiração?


A respiração é um processo que ocupa uma série de reações juntamente com reações de oxidação e redução e transferência de elétrons. No final da respiração, os organismos produzem energia na forma de ATP (moeda energética das células) para utilizar em seus processos metabólicos.

A respiração ocorre na presença de oxigênio e na ausência de oxigênio. Com base nisso, a respiração pode ser respiração aeróbica ou respiração anaeróbica.

Durante a respiração aeróbica, as moléculas de oxigênio agem como receptores finais de elétrons e se reduzem para produzir água. Isso cria um gradiente eletroquímico que impulsiona a síntese de ATP.

A respiração aeróbica consiste em três fases principais, nas quais o rearranjo das moléculas de carbono ocorre através de uma série de reações catalisadas por enzimas para produzir ATP.

A primeira fase comum aos aeróbios e anaeróbios é via glicolítica, que produz duas moléculas de piruvato a partir de uma molécula de glicose. Essa conversão produz duas moléculas de ATP e duas moléculas de NADH.

----

A segunda fase é o ciclo do ácido tricarboxílico (TCA) ou ciclo de Krebs, que é o hub central, onde os intermediários de todas as vias metabólicas se juntam para contribuir para a produção de energia produzindo NADH, FADH2 e duas moléculas de CO2 por meio de reações de redução da oxidação.

O ciclo TCA ocorre apenas em aeróbicos. Nos dois processos (glicólise e ciclo de Krebs), ocorre a fosforilação no nível do substrato para produzir energia.

O estágio final é a cadeia de transporte de elétrons ou fosforilação oxidativa que ocorre na membrana interna das mitocôndrias. Este processo fosforila o ADP para sintetizar o ATP transferindo elétrons ao longo da cadeia de transporte de elétrons.

Esse processo usa portadores de elétrons NADH e enzima ATP sintase para a formação de ATP. Portanto, a fosforilação oxidativa é viável apenas em condições aeróbicas e produz um número maior de ATP em organismos aeróbicos.

O que é combustão?


Combustão é a queima de algo para produzir energia, principalmente na forma de calor. Não ocorre em células vivas. Requer o fornecimento de calor externo. Portanto, quando o calor é fornecido, a combustão ocorre rapidamente de maneira incontrolável, produzindo calor de uma só vez.

A combustão não precisa de enzimas e outros produtos químicos. De fato, é um processo não celular que não produz nenhum produto intermediário.

Além disso, a combustão ocorre na ausência de água, ao contrário da respiração. A queima de combustíveis para obter energia é um exemplo popular de combustão. A combustão é um processo comum em motores de foguete.

Resumo – Respiração versus combustão:


Respiração e combustão são dois processos que geram energia. A respiração gera energia química principalmente na forma de ATP, que pode ser utilizada para funções celulares; a combustão produz energia na forma de calor.

Além disso, a respiração é um processo celular que ocorre com a ajuda de diferentes produtos químicos, como enzimas, enquanto a combustão ocorre devido ao suprimento de calor externo. Além disso, a respiração é um processo lento e controlado, enquanto a combustão é um processo rápido e descontrolado.

Comente