Luz ultravioleta pode destruir 99% do coronavírus em apenas 6 segundos

Certas doses de luz ultravioleta podem destruir quase completamente o SARS-CoV-2, afirma a empresa alemã, empresa Signify.

A empresa Signify, é líder mundial em iluminação profissional e em conjunto com o Laboratório de Doenças Infecciosas da Universidade de Boston, realizaram pesquisas que validam a eficácia das fontes de luz ultravioleta contra o coronavírus.

Desde o início da pandemia da covid-19, Anthony Griffiths, professor associado de microbiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston, trabalha com sua equipe no desenvolvimento de ferramentas para apoiar o avanço científico nesse campo.

Durante a investigação, eles trataram o material inoculado com diferentes doses de radiação UVC e avaliaram a capacidade de desativação sob várias condições. A equipe conseguiu reduzir em 99% o vírus em apenas 6 segundos.

----

“Os resultados de nossos testes mostram que, expostos a uma dose específica de radiação UVC, os vírus foram completamente inativados: em segundos, não conseguimos mais detectar nenhum vírus”, explicou Griffiths. “Estamos muito empolgados com essas descobertas e esperamos que isso acelere o desenvolvimento de produtos que possam ajudar a limitar a disseminação da covid-19”.

Uma medida preventiva:


o CEO da Signify, Eric Rondolat, disse à CNBC que a empresa sabia que a luz ultravioleta era eficaz contra vírus em geral, mas não tinha certeza se era o caso do SARS-CoV-2. No entanto, após vários testes, eles conseguiram comprovar a eficaz.

“É uma medida preventiva, o que significa que estamos desinfetando objetos, ambientes, superfícies e ar”, disse Rondolat, acrescentando que escolas, escritórios, hospitais, armazéns e fábricas podem ser desinfetados dessa maneira no futuro.

As lojas também podem usar uma câmera UVC para desinfetar a roupa depois que as pessoas experimentarem, acrescentou o executivo da empresa.

Comente

Comentários