• Procure

Os 7 maiores erros dos pais que destroem a força mental dos filhos

Vivemos em um mundo cada vez mais estressante, e é por isso que nunca foi tão importante promover a resiliência emocional e mental de nossos filhos.

Não apenas as crianças mentalmente fortes estão melhor preparadas para enfrentar os problemas futuros por conta própria, mas os estudos descobriram que elas também têm mais probabilidade de se envolver na escola e em seus futuros empregos.

Não será fácil para os pais, mas evitar esses erros comuns pode ajudar.

Minimizar os sentimentos do seu filho:


As crianças precisam saber que é saudável expressar e falar sobre suas emoções. Quando os pais dizem aos filhos coisas como “não fique tão triste com isso” ou “não é grande coisa”, eles estão enviando a mensagem de que sentimentos não importam e que é melhor suprimi-los.

Se seu filho estiver exibindo expressões de medo durante uma tempestade forte, por exemplo, considere dizer: “Eu sei que você está com medo agora”. Depois, pergunte o que ele acha que os faria se sentir melhor. Isso os ensina a gerenciar e lidar com as emoções por conta própria.

O objetivo é ajudá-los a praticar soluções de brainstorming até encontrar algo que funcione.

2. Sempre salvando-os de falhas:


Como pais, é difícil assistir nossos filhos enfrentarem desafios que sabemos que podemos resolver facilmente para eles.

Mas pense da seguinte maneira: se seu filho está indo mal na escola, você sabe que dizer a eles as respostas da lição de casa será apenas um tiro pela culatra, porque você não pode estar na sala de aula quando ele precisa concluir esses testes por conta própria.

O fracasso é uma grande parte do sucesso. Se as crianças nunca tiverem a chance de aprender as lições que vêm com o fracasso, elas nunca desenvolverão a perseverança de que precisam para voltar depois de um revés.

3. Exagerar nos seus filhos:
As crianças adoram coisas e os pais adoram dar a elas. Porém, pesquisas mostram que, quando você dá a seus filhos o que eles desejam, eles perdem habilidades relacionadas à força mental, como a autodisciplina.

----

Você quer que seus filhos cresçam sabendo que é possível alcançar o que querem – se trabalharem para isso. Os pais podem ensinar seus filhos a aprender a ter autocontrole, estabelecendo regras claras para coisas como terminar a lição de casa antes do horário da TV ou fazer tarefas para aumentar a mesada (para que possam comprar as coisas por conta própria, sabendo que merecem).

4. Esperando a perfeição:


É natural que seu filho almeje grandes objetivos e seja o melhor em tudo. Mas não é assim que as coisas funcionam. Definir limites muito altos pode levar a problemas de autoestima e confiança mais tarde na vida.

Crie força mental em seus filhos, garantindo que as expectativas sejam realistas. E mesmo que seus filhos não os encontrem, os contratempos que enfrentarão ainda lhes ensinarão valiosas lições de vida e como obter sucesso na próxima vez.

5. Garantir que eles sempre se sintam confortáveis:

Há muitas coisas que podem deixar seu filho desconfortável, especialmente quando se trata de fazer algo novo: experimentar novas comidas, fazer novos amigos, praticar um novo esporte ou mudar de casa e ter que ir para uma nova escola.

Mas, assim como o fracasso, abraçar momentos desconfortáveis ​​pode aumentar a força mental. Incentive seus filhos a experimentar coisas novas.

Ajude-os a começar, porque essa é a parte mais difícil. Mas uma vez que eles dão o primeiro passo, eles podem perceber que não é tão difícil quanto eles pensavam que seria – e que eles podem até ser bons nisso!

6. Não definir limites pai-filho:


Você quer que seus filhos tomem suas próprias decisões, mas eles também precisam saber que você é o chefe. Por exemplo, se você definir um toque de recolher para seus filhos de 12 anos de idade, verifique se eles cumprem todas as noites (ou o máximo possível).

Crianças mentalmente fortes têm pais que entendem a importância dos limites e da consistência. Ceder e permitir que regras sejam negociadas com muita frequência pode levar a lutas pelo poder entre você e seu filho.

7. Não se cuida:


Quanto mais velhos, mais difícil fica para manter hábitos saudáveis ​​(por exemplo, comer de forma saudável, exercitar-se diariamente, levar algum tempo para restaurar). É por isso que é importante modelar hábitos de autocuidado para seus filhos.

Também é fundamental praticar habilidades de enfrentamento saudáveis ​​na frente de seus filhos. Por exemplo, se você está estressado com o trabalho, pense em dizer ao seu filho: “Eu tive um dia muito cansativo no trabalho e vou relaxar com um chá e um livro”.

Fonte: Tracy Hutchinson, PhD, LMHC, terapeuta com mais de 18 anos de experiência clínica. Ela é colunista regular do Psychology Today, e sua pesquisa sobre psicologia positiva, saúde mental e psicologia emocional foi publicada em dezenas de revistas acadêmicas e livros didáticos.

Deixe uma resposta

Escrito por Cilene Bonfim
MixMisturado