SAS , Shell e a LanzaTech vão produzir combustível de avião sintético

O SAS está colaborando com a empresa sueca de energia Vattenfall, a holandesa de energia Shell e a empresa de bioenergia LanzaTech na produção em larga escala de combustível de avião sintético, de acordo com um comunicado na quarta-feira.

O objetivo é colocar em funcionamento uma unidade de produção que possa produzir até 50 mil toneladas de “combustível de aviação” sintético.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é SAS-Shell-e-a-LanzaTech-vao-produzir-combustivel-de-aviao-sintetico.jpg
  • Nosso esforço conjunto para permitir a produção em larga escala de um combustível de aviação mais sustentável é uma chance fantástica de colocar o combustível no mercado mais rápido, disse o CEO do SAS, Anko van der Werff.
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é SAS-Shell-e-a-LanzaTech-vao-produzir-combustivel-de-aviao-sintetico.jpg

O combustível será produzido a partir de eletricidade livre de fósseis e dióxido de carbono reciclado. O sistema foi desenvolvido pela LanzaTech e pelo Laboratório Nacional do Noroeste do Pacífico (PNNL) do Departamento de Energia dos EUA.

A unidade de produção deve ficar localizada perto de Forsmark, na costa leste da Suécia. Só a tecnologia pode salvar o mundo.

Comente