Vale a pena pagar mais pela classe econômicas Premium?

A classe econômica premium pode significar mais espaço nos assentos e um pouco mais de conforto numa viagem de longa distância. Pelo menos é isso que as companhias aéreas dizem, mas é isso mesmo?

Tem dinheiro - Agora tem cama de casal nas viagens de avião

O The Guardian entrevistou especialistas do setor, e descobriu que a Virgin Atlantic e a Air New Zealand têm as melhores classe econômica premium, enquanto British Airways e Air France deixam a desejar.

Rob Burgess, do site headforpoints.com, diz: “A classe econômica premium não é uma classe intermediária entre a econômica e a classe executiva. Os passageiros precisam entender isso.

Você está simplesmente obtendo um produto econômico de maior qualidade, muitas vezes por um preço substancialmente mais alto. Não é de surpreender que tanto a British Airways quanto a Virgin Atlantic tenham dito que, a econômica premium é a classe mais lucrativa dessas duas empresas.

“Se você reservar um assento na premium economy, você terá um assento ligeiramente mais amplo, um ângulo maior de inclinação, um apoio para os pés e comida de melhor qualidade. Mas no final do dia, ainda é um assento na posição vertical quase impossível para sentar e dormir num voo noturno. ”

A largura do assento:

Uma poltrona típica em voos de longa duração econômica é de cerca de 17,5 centímetros de largura na British Airways e Virgin Atlantic; 18 polegadas na Emirates e 18,5 polegadas no Qatar.

----

De acordo com o site seatguru.com, os assentos mais largos na classe econômica premium são na Virgin Atlantic, 21 polegadas, na Air New Zealand, Cathay e Air Canada com 20 polegadas. Observe que a largura do assento não é padrão para cada companhia aérea e pode variar de acordo com a marca do avião.

Comprimento da poltrona:


Um assento padrão tem 30-31 polegadas na Virgin, 31 polegadas na BA e Lufthansa e 32 polegadas na Air France.

O upgrade para a classe economia premium oferece um espaço extra de sete polegadas para as pernas na maioria das companhias aéreas, com a maioria das vagas chegando em um campo de 38 polegadas.

A Norwegian, da Noruega, é que a oferece melhor espaço para os passageiros da classe econômica premium – 46 polegadas, ou seja 14 polegadas a mais do que na classe economia. A Japan Airlines oferece 42 polegadas, seguida pela Air New Zealand, com 41 polegadas.

A reclinação:

A Virgin Atlantic lançou seus novos assentos premium esta semana e eles permitem que você recline sete polegadas. As poltronas econômicas simples têm uma reclinação máxima de cinco polegadas. Então, tudo que você consegue é um extra de duas polegadas.

O custo:

Custa entre 50% a 150% a mais que os preços da economia comum. A primeira coisa a notar é como os preços variam entre diferentes datas. Em maio, encontramos a BA oferecendo seus bilhetes Premium para Nova York a £ 720, a Virgin Atlantic com £ 739 e a Delta com £ 805.

Mas, ao mesmo tempo, essas companhias aéreas estão cobrando na classe econômica simples apenas £ 264 (BA) £ 275 (Virgin) e £ 301 (Delta). Sendo assim. Você está pagando triplo do preço por aqueles poucos centímetros extras.

Os extras:

A British Airways permite duas malas de 23 kg na economia premium, enquanto na econômica básica apenas bagagem de mão.

Mas não espere um ingresso para o glamoroso (embora nem sempre) mundo dos salões das salas vips. Nenhuma das grandes companhias aéreas oferece seus lounges para viajantes da classe econômica premium.

Mas você pode fazer o check-in no balcão da empresa, enquanto os passageiros da economia comum não podem.

Conclusão:

A SeatGuru diz que só vale a pena comprar um assento na classe econômica premium se o custo extra for de 10% – 15% a mais que economia padrão, o que raramente é o caso.

Comente